CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

3 de fevereiro de 2014

Dília Gouvea: relançamento em dose dupla no próximo dia 06/02

Dília Gouvea nos brinda com Fernando Pessoa e heterônimos, Bovary e Dr. Fausto em seus dois primeiros volumes da coleção "Encontros Literários". Acontece na Livraria Blooks, no próximo dia 6 de fevereiro, na galeria do cinema Arteplex, em Botafogo. Não perca!


Alguns dos muitos presentes ao lançamento em Niterói,
 na Guttemberg. Atrás da lente, essa que vos fala

4 comentários:

  1. Parabéns pelo seu duplo lançamento no Rio, Dília!, e em um lugar com tanto cheiro de cultura. Gosto muito daquele espaço ali do Arteplex. Enquanto esperamos a hora da sessão a livraria nos convida a viajar e ainda tem um bistrô sympatic para arrematar. Vou fazer coro junto à sua imensa lista de fãs.

    E falando em admiração, aproveito para deixar um pequeno depoimento sobre seus livros. O diálogo em torno da fogueira é uma delícia. A começar pelo ambiente que você constrói com mãos literárias de primeira grandeza. Aliás, devo dizer que me decidi a fazer seu curso de filosofia/literatura após assistir a uma palestra sua na Academia Niteroiense de Letras. Fiquei encantada com o modo com que você falava de Fernando Pessoa. Você ensina a gente a ver além, descortina as entrelinhas da literatura e faz um mundo de significados novos se revelar a olhos que pensavam já ter visto muito. Seu livro reacende essa paixão e aproxima gente comum desses ícones literários.

    Seu segundo volume, Movidos pelo desejo, é um trem imperdível, um encontro impossível e que, no entanto, acontece. Onde e como? Nas viagens que fazemos incessantemente sem precisar sair do lugar; entre o agora e o ontem me encontro personagem de mim, pelas linhas ‘gouveanas’. Nas suas aulas conheci e admirei a Bovary e o Fausto. Vez em quando releio versos de Goethe e o mesmo espanto poético (aquele que me tomou de assalto da vez primeira em que tive contato com o livro) me invade. Fico imaginando o que ambas as obras não representaram à época, para a sociedade da época, uma transgressão dessas ... que ainda hoje nos tira do prumo.

    Você compartilha sabedoria como quem divide uma pizza na Gruta, tudo tão natural e amigo, íntimo e revelador. Me sinto muito feliz em ver realizado esse belo projeto de uma coletânea de diálogos entre emblemáticos personagens literários mediados por uma grande mestra das letras e da filosofia. Obrigada, Dília, grande beijo.

    ResponderExcluir
  2. O que mais admiro em vc DÍlia é ,como lembrou a Rita,sua disponibilidade em compartilhar seu saber,seja numa mesa
    comendo Pizza,ou numa fala literaria academica...sempre o sorriso,o aconchego..Salve!
    Se puder irei..Ceci

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, Dília. Você merece muito sucesso. Abs!

    ResponderExcluir
  4. Gratidão imensa pelas palavras cativantes de Rita que acima de tudo é uma mulher com extraordinárias e reveladoras capacidades de se dar na escrita literária e na existência, deste nosso cotidiano, tão necessitado de romper com a aridez e com a vulgaridade.
    Bem hajas, Ritinha!

    Gratidão também pelo incentivo da Ceci e do Newton que postaram seus comentários e a todos os que torcem pelas realizações literárias que o nosso clube ajuda a promover.

    Abraços
    dília

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.