CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

11 de fevereiro de 2014

Fernando Robles está no Clube de Leitura Icaraí - 15 anos entre livros

A criação de Carlos

São os fragmentos que nos constituem

Carlos chega ao colégio convencido de que criara algo completamente em cisão com o convencional, causando comoção em todo cabedal de correlatos e começando uma colossal celeuma.

Vivemos no universo
do simulacro e do fascínio


Denise, dedo-dura, denunciou despoticamente tal ditame, dizendo duvidar da dinâmica individual do delineamento da "dádiva" declarada por um disperso Carlos, desencadeando o debate.

Ernestina esclareceu o entrevero e elegantemente elaborou que era evidente que Denise estava, em parte, engajada em ensejar este embate por ene elocubrações que se eliciariam em sua efígie de empertigada examinadora, mas estabeleceu que Carlos nada exercera para dar elã a tal emblemático enfado, elogiando-o em sua empresa especial.  



A história sempre se repete como farsa?
Ou como farsa da farsa?
Ou a farsa é a história?
A história é um nada, pois não se tem história?
Fulgêncio fugiu do foro da fissão e, felizmente, fez-se fiar por sua fidalguia, falando apenas fáceis firulas fonéticas e fazendo fenecer em falácia as frases ferinas formuladas pela falastrona Denise.


Guilherme achou graça no golpe germinado pelos gorjeios galantes de Fulgêncio, que, genialmente, galgou outro gerenciamento grupal dos gestos grosseiros de Denise.


Heloísa, hispânica por herança helicoidal de seu DNA, em "hilos" hilários disse higienicamente sobre Carlos: ‘El ha hecho muy bien'.


Ivan, inda inadvertido e ilegítimo às indagações, indaga, com sua inata indolência ingênua de imberbe: ‘Mas, afinal, o que cargas d’água criou Carlos?!’



Robles é formado em Psicologia e Mestre pela UNIFESP 

"Conheci o CLIc em janeiro do ano 2012 (debate de O evangelho segundo Jesus Cristo, do Saramago), por acaso, quando vinha e voltava muito de São Paulo — oriundo que sou de lá e aonde cursava mestrado na UNIFESP — em função de um início de namoro com uma moça aqui do estado do Rio e moradora de Niterói. Rato de livraria, perambulando pela praia vi e fui conhecer a livraria da UFF numa ocasião, fui convidado gentilmente (como sempre) por Dona Teresinha: aceitei... e adorei.

A partir de então, procurava sempre sincronizar minhas vindas com as semanas de encontro... acontece que hoje, findo meu mestrado, esta namorada virou minha mulher e esperamos um filho desta nossa união, o Clube de Leitura fez parte viva nesta nossa história, mudo-me para Niterói e espero cada vez mais desenvolver laços de amizade e trocas com todos muito interessantes e já queridos membros do grupo. Sou psicólogo e psicanalista clínico, mestre em Ciências da Saúde e em vias de garimpar algum doutorado pelos lados de cá."



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.