CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

9 de janeiro de 2014

Não se nasce mulher: torna-se - Simone de Beauvoir


106° aniversário de Simone de Beauvoir


  • Querer-se livre é também querer livres os outros;
  • Todas as vitórias ocultam uma abdicação;
  • Renunciar ao amor parecia-me tão insensato como desinteressarmo-nos da saúde porque acreditamos na eternidade;
  • Quando se respeita alguém não queremos forçar a sua alma sem o seu consentimento;
  • O presente não é um passado em potência, ele é o momento da escolha e da ação;
  • Atroz contradição a da cólera; nasce do amor e mata o amor;
  • O que é um adulto ? Uma criança de idade;
  • O homem é livre; mas ele encontra a lei na sua própria liberdade;
  • O homem sério é perigoso, pode transformar-se em tirano;
  • Se vivermos durante muito tempo, descobrimos que todas as vitórias, um dia, se transformam em derrotas;
  • Se não foste feliz quando jovem, certamente que tens agora tempo para o ser;
  • Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância;
  • Diante de um obstáculo que é impossível de superar, obstinação é estupidez;
  • Encanto é o que alguns têm até que começam a acreditar que, de fato, o têm;
  • Nós, para os outros, apenas criamos pontos de partida;



Um comentário:

  1. Que feliz lembrança, Evandro. Em 2013 li meu primeiro livro da Simone, "A mulher desiludida". Amei, realmente excelente. Lá pelas tantas, contando sobre uma mulher que envelhece, ela diz: “Ver o mundo transformar-se é, ao mesmo tempo, milagroso e desolador”. Acho uma verdade. E precisamos nos transformar e retransformar periodicamente para estarmos em dia com o tempo, interno e externo.

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.