CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

19 de janeiro de 2014

Luís-cacheiro: Luiz Gavri



Quando o outro vira espinho


Encolhido, protegido,
Esperando, sozinho,
Sem medo, sem raiva,
Mas triste.

Chega, chega perto,
Mostra os dentes, rosna,
Vem, que me diverte
A tua inocência.

Teus latidos, outros ouvem.
Também vem, me cercam.
Sem saída, espero,
Paciente, imóvel.

Luís-cacheiro
Encolhido, protegido,
Cercado,
Esperando.
Vem, chega perto,
Late, late alto,
Em coro.
Vem! Coragem!
Ataca, que te mostro.
Tenho mais espinhos,
Que teus caninos.

ATACA!



                            
                            (Niterói, 05/12/12)

Obs: Coendou prehensilis, Erinaceus europaeus, Hystrix cristata, ouriço caicheiro, cuandu, cuí, cuim, luís-cacheiro, ouriço, porco-espim, porco-espinho


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.