CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

5 de novembro de 2012

Quem vai encarar?



Essa não trovo nem travo 
ah, meu DEUS, como é que pode... 
ao invés de um cavalo bravo
Evandro nos traz um bode!

(I)

 
Bééé...
"canta" o bode para a lua,
que não se faz de rogada;
safada, ilumina a rua,
e se deixa ser amada.

(I)

Num sô o tar bódi naum cunciergi!


Enfim encontramos o bode na sala


3 comentários:

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.