CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

22 de fevereiro de 2015

Personalidade: John Dewey

Leituras relacionadas: 

  1. O homem que amava os cachorros: Leonardo Padura (grupo);
  2. Trótsky, exílio e assassinato de um revolucionário: Bertrand M. Patenaude (subgrupo);



Comissão Dewey (oficialmente chamada de "Comissão de Inquérito sobre as Acusações feitas contra Leon Trotsky nos Processos de Moscou") foi uma iniciativa promovida pelo Comitê Americano pela Defesa de Leon Trotsky, frente às acusações e posterior condenação feitas a ele, em 1936, e a toda antiga direção do Partido Comunista Russo de realizar atividades contra revolucionárias, sabotagem, assassinato e colaboração com o facismo.

Esta Comissão iniciou seus trabalhos em março de 1937. Teve este nome a partir do nome de seu presidente o filósofo norte-americano John Dewey, na época com 78 anos. Seus outros membros foram Carleton Beals, Otto Ruehle, Benjamin Stolberg, Alfred Rosmer, Wendelin Thomas, Edward A. Ross, John Chamberlain, Carlo Tresca, Francisco Zamora, sendo a secretária Suzanne La Follette. Após meses de investigação esta Comissão divulga seu veredito em 21 de setembro de 1937 em Nova Iorque, declarando Trotski inocente das acusações a ele feitas por Stálin dentro da União Soviética.

Fonte: Wikipedia


Era trágico ver uma inteligência inata tão brilhante trancafiada em absolutos (Dewey)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.