CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

13 de maio de 2012

Mãe




Elenir, nossa poeta,
com seu gesto delicado
seus sonhos nos empresta.

O que mais nos resta?
A não ser espiar maravilhado
pela poesia e suas frestas?

novaes/




No manso poente
e na doçura da brisa,
eu te encontro Mãe.


Amor sem cobranças
e sem impor condições
é o amor de Mãe.


Palavra pequena
que traduz força, coragem
e muito amor: Mãe.


Mãe, presença amiga,
que ilumina minha vida.
Ensina-me a viver


Mãe, tua partida
um vazio trouxe a mim.
Voltas nas lembranças

(Elenir)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.