CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

31 de dezembro de 2014

Uma Opinião - Ano Novo... Vida Nova?: Angela Ellias

90% das pessoas vestem branco, comem lentilha e uvas, dão sete pulinhos no mar porque acham que isso trará sorte no novo ano. 

CRÍTICA: Muitas dessas pessoas nem sabem porque fazem isso. Fazem porque todo mundo faz. E isso é pura aparência, faz parte do mundo físico, material, é o exterior.  O que comer, o que vestir, pular no mar. Gente, isso é misticismo, engano, aparência. Atenção! Somos Espíritos. Olhemos para além da matéria, para nosso interior. Sim, romper com hábitos inconsistentes, enganosos, aparentes. Vamos nos voltar para o nosso interior, refletirmos como nos tornar melhores do que fomos até aqui. E como Espíritos em busca da perfeição, o que devemos fazer? Avaliar nossos erros e acertos. Pensar em como poderemos corrigir nossas imperfeições. Amar o próximo como a nós mesmos. Traçar nossas metas para o novo ano para podermos buscar “vida nova” no “novo ano”. 

SUGESTÃO: Não vamos seguir os 90% que vestem branco, comem lentilha, dão os sete pulinhos no mar e seguem ano após ano vivendo na superficialidade, valorizando as aparências, as conquistas financeiras, o consumismo. A “vida nova” continua ofuscada pela matéria, vida que muito pouco se renova. Abandonemos esses costumes que não levam a nada. Sejamos mais consistentes nas nossas ações. 




Façamos parte dos 10%, que buscam muito mais do que comer lentilha, vestir branco, dar pulinhos no mar. Sejamos menos materialistas, espíritos menos infantis, menos tolos. Agradeçamos o que possuímos, tracemos metas para nos aprimorarmos, amemos incondicionalmente sempre. Façamos todo e qualquer tipo de caridade, pois caridade é o “amor em ação”. Kardec já dizia “FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO.”


SUGESTÃO DE METAS PARA 2015:

JAN/15 – CORAGEM

Olhar para dentro de si, buscar o autoconhecimento, para assim darmos o passo inicial para o nosso aperfeiçoamento.

FEV/15 – COMPROMISSO

Com o lar, com a família, com o Grupo Religioso em que estamos inseridos, com a sociedade, com nosso Planeta.

MAR/15 – PACIÊNCIA

Virtude que devemos cultivar para termos saúde. 
Imediatismo nos liga à matéria; Paciência nos liga ao espírito. 

ABR/15 – PRECE/MEDITAÇÃO

Com o hábito da prece e da meditação estaremos prontos para o inesperado em nossas vidas. Estaremos com o psiquismo equilibrado para melhor enfrentar as adversidades.

MAI/15 – FÉ/ESPERANÇA

Estaremos preparados para o bom combate. Virtudes que lembram fidelidade. Aprender a esperar para agir no momento certo com sabedoria. Renovarmo-nos.

JUN/15 – REFLEXÃO

Refletir sobre nossa conduta. Sermos vitoriosos sobre nossas fraquezas, cultivando a persistência sobre o que queremos para nós, sabendo exatamente o que queremos. A reflexão nos traz as respostas que buscamos.

JUL/15 – SENSIBILIDADE

Olhar para o outro sem querer que o outro seja o que nós somos. Respeitar o próximo. Ser agente pacificador. Amar até o mais abjeto criminoso. Em encarnações passadas, fomos exatamente igual a esses criminosos. E melhoramos porque encontramos quem nos amasse e nos perdoasse.

AGO/15 – O NOVO

Caminhamos em busca da renovação, do novo, sempre em busca da perfeição que é a meta de todos nós, espíritos imortais, vivendo muitas existências (reencarnações), em busca da verdadeira felicidade, quando não necessitaremos mais viver num planeta de provas e expiações.

SET/15 – VONTADE

Fundamental na renovação de todos nós.

OUT/15 – A CURA DAS NOSSAS DOENÇAS

Curar nossas doenças, sermos nossos médicos. Curar o próximo também. Quando curamos o próximo, curamos também a nós mesmos.

NOV/15 – DAR E RECEBER

Abrir os canais do Espírito. Quem não dá, não recebe. Quando fazemos caridade, nunca estamos sós e somos sempre amados por nossos companheiros de jornada. Quando praticamos boas ações, os bons espíritos se aproximam e nos acompanham, nos ajudando cada vez mais, nos fortalecendo.

DEZ/15 – AUTOAVALIAÇÃO

Como foi nossa meta durante o ano, nossa conduta, nossas vitórias, nossas dificuldades, nossos erros e as correções que deveremos realizar. Como está nosso movimento de expansão para seguirmos em busca da perfeição, que é a meta de todos nós, espíritos imortais. 




3 comentários:

  1. Embora eu aprecie todas essas "superficialidades" de virada de ano (pular 7 ondinhas, comer lentilha, degustar 7 uvas e vestir branco, além de um monte de outras bobagens), gosto de veicular a voz dos 10% que pensam diferente. São pensamentos que fazem a diferença na vida de muita gente. Feliz Ano Novo para todos os leitores do Clube de Leitura. Qualquer maneira de comemorar vale à pena, somos leitores de qualquer maneira, à vera!

    ResponderExcluir
  2. Angela, querida, você está muito adiantada espiritualmente, a gente sente isso só pela sua presença e energia, sempre do bem. Várias das sugestões que você cita eu já venho buscando, entra ano, sai ano, outras, no entanto, parecem muito longe de mim ainda. Então, minha sugestão de nº 13, que podemos tentar durante todos os outros meses, é a persistência, para que sigamos as metas, por mais difíceis que sejam. Já dizia Zé Ramalho: "Se fosse fácil, todo mundo era..."

    ResponderExcluir
  3. Curiosa sincronicidade, Angela! A caridade é uma chave importante para nosso fortalecimento espiritual, como você nos aconselha na sugestão de Nov/15, e oportunamente leio o seguinte em "A casa assassinada" de Lucio Cardoso, nosso livro do mês de fevereiro do CLIc: "Não, não é a verdade, mas a caridade o que nos importa. A verdade sem a caridade é ação cega e sem controle - é a voz do orgulho." Que em 2015 sejamos mais generosos com o nosso Próximo.

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.