CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

2 de agosto de 2015

A arte de ser feliz: Elenir Teixeira

Leituras de referência:

Shalimar, o equilibrista: Salman Rushdie
Debate: 11 de setembro de 2015 - 19:00 h
Livraria Icaraí - Icaraí - Niterói

A festa da insignificância: Milan Kundera
Debate: 10 de julho de 2015 - 19:00 h
Livraria Icaraí - Icaraí - Niterói 




Na verdade, ser feliz é uma arte a ser cultivada em nosso dia a dia, como sugere Cecília no poema A arte de ser feliz ( disponível na internet  )


[...] Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes   encontro nuvens espessas. Avisto crianças que vão para a escola. Pardais que pulam pelo muro.

     [...] Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar.

    [...] As vezes, um avião passa. Tudo está certo, no seu lugar,   cumprindo seu destino. Eu me sinto completamente feliz.

    [...] Mas quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas e, outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar para poder vê-las.

          

Queridos, estou certa de que vocês conseguem vê-las, e até muito mais, sentindo-se completamente felizes,  pois, segundo Milan Kundera, em seu belíssimo livro, "A festa da insignificância", coisas, aparentemente insignificantes, devem ser festejadas.


Abraços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.