CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

30 de maio de 2017

Eu recomendo: Sonia Salim


Clube de Leitura Icaraí - 15 anos entre livros


Aquarela
Sonia Salim


Ele admirava aquele quadro tão belo
De texturas vibrantes e tons de amarelo
O artista usou os traços mais singelos
E eternizou...
a nudez da musa dos seus sonhos
sua transparente elegância
o mistério no olhar
Talvez um tanto de sofreguidão...
No sorriso, uma insinuação
resplandece num toque sensual
A sua obra permaneceu intacta
no coração
na alma
na imaginação
Ele cultuava o amor pela arte



Respostas (Rita Magnago)

Queria ser hermeticamente aberta
ou talvez uma cartola mágica

de onde eu pudesse sacar

respostas novas às perguntas de sempre

e assim me fartar de saber

onde me escondo.
Procurar no desassossego
da roda viva da dúvida
a confiança perdida,
emergir, cansada e abatida,
não importa:
a vitória é a vida.




                                                        Cem culpas: Maria Tereza Penna


Abra a janela!
Céu Azul...
As nuvens se foram
Lindo Dia
Deixe entrar...

Aspire...
Cheiro de inverno
Penetrante
Fartando pulmões
Deixe entrar...

Veja! Olhe ali...
Paira um sorriso
Receoso da censura
Que priva fiéis
Do paraíso
Espera que se encante com a ternura
E deixe-o largamente se alojar.

E a gente se extasia!...
Esquece corpo cetônico
Sorve goles de Amarula
Degusta pedacinhos de Chocolate
E sente docemente
Estalar a língua no céu da boca.
Se embriaga de Tônico Serotônico

Mesmo que um dia vá fugindo...
De resto a dor
O prantear uma saudade
A gente se conforma,
E sai pedindo
Que sonhos irreais
Virem verdade.


Debate - A ficcionista: Godofredo de Oliveira Neto


Uma mistura de espiritualismo cristão e paganismo, uma nova religião do universo. O subjetivo e o universal se abraçando, se beijando numa grande festa carnal e mística.

É essa a tua filosofia que atrai tanta gente?

É. E que te atraiu também.

Tento encontrar a paixão, Nikki, só ela pode afastar a razão mortífera. Só então o impulso do coração pode aflorar livre, o amor puro, Dante e Beatriz, Petrarca e Laura, saca?

Entendi.


Hino à morte, Nikki, o amor de Novalis por Sophie, dá para entender? Um astro noturno brilhando sempre para os amantes, sempre. É o luto derrotado pelo amor, a morte derretida, transformada em pó.



7 comentários:

  1. Divino, maravilhoso! Você que foi professora, gostaria também de saber sua opinião sobre o livro "Fui professora" de Gracinda Rosa; aproveitando sua experiência com livros, saber uma palhinha sobre "Vivências em Biblioterapia" de Cristiana Seixas; experimentar os "Des Caminhos" de Inês Drummond; embarcar na danação da viagem de "Movidos pelo desejo" de Dília Gouveia, rumo ao "Destino estrangeiro" de Daniel Chutorianscy; e pra refrescar do calor infernal de Itaperuna, recomendo "A água estava clara" de Carlos Rosa Moreira. Que tal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilhosos autores do CLIc, Evandro!!! Aos poucos eu vou adquirindo os livros citados. Tem mais autores aqui, não foram esquecidos, estou esperando oportunidade para as fotos, todos eles do Clube de Leitura Icaraí.

      Grata pela postagem. Abraços!

      Excluir
  2. Sônia adorei as fotos. você teve a preocupação de se vestir combinando com as capas. Mil agradecimentos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi coincidência, Maria Tereza. Vou aproveitar a sua sugestão para as novas fotos. Belíssimo o seu livro, querida! Eu que agradeço a sua gentileza e amizade. Beijos!

      Excluir
  3. Sonia, que delicadeza e atenção. Muchas gracias.

    ResponderExcluir
  4. Pois é, Rita, o seu livro abriu a pauta de indicações. Obrigada eu! Beijos!

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.