CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

8 de fevereiro de 2016

Lembrança de Carnaval: Elenir Teixeira


                                                                              (para minha filha Lúcia)



Tinhas  medo dos palhaços,
que eram bem desengonçados,
o nariz feito bolinha
e os olhos de arrepiar.

Comprei-te igual fantasia.
Queria que tu soubesses
que por trás daquela máscara
havia alguém como tu,
buscando só a alegria
de um coração de criança,
pura inocência e frescor.

Encontrei-te frente ao espelho
com voz trêmula a dizer:
“Tem medo não, tu é eu,
Lucinha, arrancando a máscara
aliviada e a sorrir.

Aquele medo tão grande,
que me traz esta saudade,
tinha a mesma dimensão
de tua doce ingenuidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.