CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

17 de setembro de 2015

estações: Everardo




colher primaveras, que ofício estranho!

(como colher se já ninguém plantou?)


nesse outono, ando mais semeador

de uns versos que não medram por igual


pretendo ainda extrair bauxita, quem

sabe aparar a chuva e viver menos como


quem colhe do que planta – uma rima

ou um sonho – no tempo desigual


28/10/2013


2 comentários:

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.