CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

8 de março de 2014

Uma homenagem


Em homenagem ao Dia da Mulher, o poema de Cesar de Araújo (Poeta de Niterói, marido já falecido de Eda Damásio, do CLIc):

 DA LIBERDADE

 A Liberdade é mulher
Posso vê-la da janela
Corre meu corpo corisco

corre veloz atrás dela ...

Vá perseguí-la nas ruas,
telhados, campos, favelas,
como os cães, gatos, cavalos
em tempo de cio e lua.

.......................................

A liberdade é a mulher
mais sensual que amarei
Abrirá pernas e braços
penetrarei o regaço 
Farei brotar do seu ventre
e do seu ventre saltar
não demônios ditadores
nem curradores de espada
mas homens filhos do amor
gente simples, sem fealdade
nascidos do homem escravo
e da mulher Liberdade.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.