CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

11 de março de 2014

O Mundo de Vidro - livro de William Lial



O Mundo de Vidro, do poeta, ensaísta literário e cronista, William Lial, é um livro de poemas belíssimo que encanta o leitor desde as páginas iniciais até o final, deixando uma sensação muito boa, a de não querer que termine a leitura.

O sol, o vento, as nuvens, o céu, a lua, permeiam as páginas suavizando as letras árduas, assim como as lágrimas, a solidão e o silêncio passam dilacerando a alma. Até a ignorância, o não saber, não passaram despercebidos, mas em oposição ao conhecimento que “pode” ser muito bom como também, tirar a tranqüilidade do homem ao trazer questionamentos acerca da vida cotidiana, do mundo.

William Lial, utilizando-se de “papel e caneta” é um “escriba” que dribla as letras, contorce as palavras para o nosso deleite.

Encontramos também entre os poemas um “deserto” que nos inspira a dor, a sequidão, a lágrima e a luta diária.

A amizade – Ah! Esta o poeta conserva, lapida dia após dia como pedra preciosa.

A chuva convida o poeta a bailar com os seus encantos, mas ele parece esconder-se entre os livros a procura de palavras tristes, melodiosas...

Os versos do poeta nos levam a uma trilha de êxtase, contemplação, mesmo quando a aridez sufoca a garganta.

Assim, “O Mundo de Vidro” nos coloca diante da fragilidade humana, dos paradoxos que tiram ou dão sentido à vida.

                                         Sonia Salim


William Lial é escritor (poeta, cronista, contista, romancista de um romance ainda não publicado), ensaísta literário, e mestre em Literatura Comparada. Autor de três livros de poemas, Sombras (2001), Noturno (2003) e O mundo de vidro (2005). Além de colaborar com jornais e revistas do país. Para saber mais sobre o autor e seus livros basta acessar e/ou seguir seu blog: http://williamlial.blogspot.com/, curtir sua página no Facebook: https://www.facebook.com/WilliamLialEscritor ou contatá-lo por e-mail: wlial1208@gmail.com.




5 comentários:

  1. Parabéns pelo livro, Lial, Sucesso! Beijos, Cybèle

    ResponderExcluir
  2. Sonia, mais uma vez, obrigado pela publicação, por escrever sobre um dos meus livros. Gostei muito!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Sonia, adorei suas impressões, espero em breve também não querer terminar o livro do Lial (ps: morri de inveja da letra rsrsrs belíssima, quase um desenho ou foi caprichosamente desenhada para a ocasião?) , tenho uma relação de leitura de poesia diferente das demais, não leio um livro de poemas de uma vez, vou aproveitando cada uma deles, ruminando, por isso até hoje não terminei de ler o da Rita nem o desassossego de Pessoa e, de vez em quando, faço a brincadeira do unidunitê e pego o da vez, outras vou pelo estilo e outras faço salada mista e provo de todos. rsrsr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela parte que me toca, Helene, mas minha letra é assim mesmo, não foi desenhada para a ocasião, rs.

      Excluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.