CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

4 de agosto de 2013

Bem-vindos ao Clube de Leitura Icaraí. Votem no livro do mês aqui

8 comentários:

  1. Olá pessoAll, informo que se o livro de sua preferência não estiver relacionado na lista acima,você poderá acrescentar novos títulos na opção "Outro".

    Rita, seria interessante que os novos títulos acrescentados passassem a fazer parte das opções de voto, para que outras pessoas ao vê-los, também votassem neles. Isso é possível?

    [ ]

    ResponderExcluir
  2. Oi Evandro, essas novas tecnologias são um desafio para mim. Era para funcionar a inclusão de um novo livro preenchendo o campo "others", mas como não aparece nada, o que consegui fazer foi incluir um campo extra, de livre digitação, para a pessoa indicar o livro e autor. Testei e apareceu. De qq forma o campo "others" deve ser marcado, do contrário o sistema diz que tem algo não preenchido e não conta o voto.

    Resumindo: quem quiser votar em outro livro, por gentileza, marque "others", escreva a 1ª palavra do título do livro ali e no campo de digitação livre, no final da planilha, escreva todo o nome do livro e do autor. Aí é só clicar em "submit". Obrigada.

    ResponderExcluir
  3. Na minha modesta opinião, o livro 'Conversa na Catedral, de Mario Vargas Llosa' deveria ser desclassificado porque a enquete está induzindo as pessoas a votar nesse livro.

    ResponderExcluir
  4. Na minha modesta opinião, acho que não foi uma boa ideia acabar com a alternância de autores brasileiros e estrangeiros. Um clube de leitura deve encorajar o conhecimento da nossa própria literatura. Se permanecesse a regra antiga, agora seria hora de votar em escritor brasileiro. Vamos votar em autores nacionais neste mês, gente!

    ResponderExcluir
  5. Caro Sr. Anônimo. Quebrei a cabeça aqui, mas consegui desmarcar a opção que estava assinalada sei lá porque cargas d´água. Agora não há qualquer sugestão na planilha.

    Com relação à escolha de livros nacionais e estrangeiros, foi uma decisão da maioria, votada no clube, como cabe em um processo democrático. Porém, ressalto que temos lido muitos livros nacionais. Este ano tivemos a literatura brasileira em janeiro, março, maio, julho e teremos novamente em setembro, quiçá em novembro ou dezembro.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado, Rita, pelas respostas gentis. Aproveito, então, para expor um outro ponto de vista de parte do clube, senão da maioria, pelo que posso perceber. Acho que não deveriam colocar em votação os livros de quem frequenta o clube. Na minha modesta opinião, deveria haver uma reunião extra, uma a cada 3 meses, por exemplo, para ler as produções desses participantes, e uma votação especial, contendo somente os livros produzidos por eles. Acho um pouco constrangedor submeter o grupo a este tipo de situação. Creio que leitores frequentam um clube de leitura para ler livros consagrados, pelo menos este é o meu caso, que os acompanho virtualmente. Espero não estar sendo inoportuno em minhas considerações. Gratidão a todos vocês.

    ResponderExcluir
  7. Olá, anônimo (é o Benites?). Legal suas considerações. Há muitos critérios possíveis. Se o concièrge aprovar, vou tentar bolar algum tipo de enquete que contemple essas variáveis para ouvirmos a opinião de todos os interessados. Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Rita.
    Não sou eu o Anônimo, muito embora eu concorde com algumas das opiniões postadas por ele. Aliás, como já expus aqui em outras oportunidades, sou contra a possibilidade de postagem como Anônimo e inclusive quando entro aqui no blog, no orkut ou no facebook nem preciso fazer login, pois já estou automaticamente logado.
    Agora, é interessante ver a opinião de alguém que esteja nos acompanhando de fora e sentir a percepção que se tem.

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.