CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

9 de maio de 2015

MÃE: Elenir


Em homenagem ao seu dia, envio alguns Haicais, desejando a todas as mamães, aos filhos, às titias, aos papais e, também, ao nosso Clube, que nos traz o aconchego  e  carinho de mãe, muitas alegrias nesse dia.



Mãe! suavemente
norteastes minha vida.
 Saudade sofrida.

Maior que o oceano
infinito como o céu
é o teu amor Mãe!

Mãe, teu nome é símbolo
do amor incondicional.
Dá sem cobrar troca.   


Mãe, o teu silêncio
dizia mais que as palavras.
Escuto-o, ainda.


Às mamães do CLIC, aos pais-mães, às titias-mães, enfim, a todos os  que, mesmo não tendo gerado, abrigam  no coração o inigualável amor de mãe, meu carinhoso abraço. Parabéns! Um domingo muito feliz para vocês!


Charles Sillem Lidderdale

No brilho da estrela
e na doçura da brisa,
eu te encontro, Mãe!
                                  
Mãe, nome pequeno
que traduz sabedoria,
amor e coragem.

Flor de lis e luz
tu perfumas e iluminas
os teus filhos-Mãe!
                                    
Mãe, o teu amor
nosso caminho ilumina.
Evita os tropeços. 
                                
Beijos.
Elenir


Paula Modersohn-Becker


Ensinamento 

Minha mãe achava estudo 

a coisa mais fina do mundo. 

Não é. 

A coisa mais fina do mundo é o sentimento. 



Aquele dia de noite, o pai fazendo serão, 

ela falou comigo: 

"Coitado, até essa hora no serviço pesado". 



Arrumou pão e café , deixou tacho no fogo com água quente. 

Não me falou em amor. 

Essa palavra de luxo.

Adélia Prado




Para Sempre 

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento. 


Morrer acontece

com o que é breve e passa

sem deixar vestígio.

Mãe, na sua graça,

é eternidade.

Por que Deus se lembra

- mistério profundo -

de tirá-la um dia?

Fosse eu Rei do Mundo,

baixava uma lei:

Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.




4 comentários:

  1. Muito bom, Elenir! Seus versos iluminaram esse Dia das Mães! Sobre as imagens escolhidas, desejo que se sintam incluídas, na figura de Maria, todas as imagens-mães das diversas doutrinas religiosas existentes. Vivam as mães!!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada,Elenir, por ser essa amiga , poeta, sensível, dona de tão belas palavras, e nos dar a felicidade de poder sempre ler você.
    Beijos agradecidos pela mensagem aqui.
    Elô

    ResponderExcluir
  3. Obrigada,Elenir, por ser essa amiga , poeta, sensível, dona de tão belas palavras, e nos dar a felicidade de poder sempre ler você.
    Beijos agradecidos pela mensagem aqui.
    Elô

    ResponderExcluir
  4. Caros Elô e Newton, Muito Obrigada! Somente hoje, visitando nosso blog, encontrei suas palavras amigas.
    Carinho e Amizade.
    Elenir

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.