CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

25 de maio de 2013

Da série temática Sonhos que não sonhamos (7)





6 comentários:

  1. Querida Elenir, vejo você assim, sonhadora como esse poema, colorida, vibrante, alegre, esperançosa. Suas palavras sempre me alentam e me abraçam com carinho. Que possamos ver juntas esse lindo mundo sonhado!

    ResponderExcluir
  2. Linda viajem, Elenir... talvez nossos sonhos mais verdadeiros, mais bonitos... mais "sonho"... sejam mesmo esses que sonhamos enquanto acordados... ou quase.

    Jesus Menino, dormindo,
    Doce Maria, José,
    os nossos sonhos, seguindo...
    sonhos de Boa Vontade,
    de Esperança, talvez Fé,
    talvez tudo, perseguindo,
    mas nos falte Caridade.

    O poema, meio perdido, veio-me lia o seu.
    Abraço grande,
    I, sempre.

    ResponderExcluir
  3. Meus caros Amigos,
    Antônio, Rita, Ilnéa, Rosemary, Elô, Ceci, agradeço suas palavras tão importantes para mim.
    Rita, sua linda postagem, valorizou meu texto. Obrigada!
    Abraços.
    Elenir

    ResponderExcluir
  4. Ah!!!!!! eu também sonhei Elenir, vamos intensificar o desejo para corporificá-lo? Lindo.

    ResponderExcluir
  5. Elenir, a beleza mora dentro de você, isto é certo! Lindo poema.
    Havia postado no Facebook, mas faltava aqui, no blog.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, queridos amigos Newton e Helenecamille!
    Sonhando juntos, estou certa, conseguiremos encarar melhor a realidade, às vezes hostil.
    Beijos.Elenir

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.