CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

13 de março de 2013

Entrevista com o escritor Novaes/

Integrante do CLIc, que está lançando o livro de contos Letras rebeldes fluidos insensatos, deu entrevista à Unitevê, canal web da UFF, reproduzida também pela TV OFlu.

Em Niterói, o lançamento ocorre no próximo dia 18 de março, 2a feira, a partir das 18h30 no Botequim Informal, em São Francisco.


23 comentários:

  1. A Ana Maria Machado não foi, mas novaes/ veio!

    ResponderExcluir
  2. Newton

    Não sabes a alegria que senti de ver alguém tão respeitado no meio literário como o Mônaco se dirigindo ao escritor Newton Novaes. Esta entrevista é histórica, está ótima, você é digno de tudo que está acontecendo e muito mais que ainda se apresentará. O fio que fecunda a vida é muito similar ao fio da criação da narrativa: só os primeiros movimentos são nossos, depois, algo maior toma as rédeas e já não sabemos se somos protagonistas ou ferramentas...
    Gratidão por citar meu nome e a biblioterapia - que surpresa, que susto! Muito bom também valorizar a Rita, o Clube de Leitura. Você é sinceramente generoso e isto o faz acessar o que realmente tem valor. Parabéns. Estou genuinamente feliz de presenciar seu crescimento e partilhar destes momentos.

    Com respeito e admiração,
    Cris

    ResponderExcluir
  3. Newton,
    acabei de assirtir sua entrevista.
    Adorei!
    Parabéns, você se mostrou firme e ao mesmo tempo verdadeiro e calmo.
    Transparente...
    Sou grata por ter a oportunidade de fazer parte de "NOSSO" Clube de Leitura, onde tenho a grande alegria de poder conviver com pessoas como você.
    Vera Lúcia Schubnell Freire.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Novaes! Excelente a entrevista! Leva-nos a ansiar pelo breve lançamento do seu livro, a fim de lermos os contos ainda não lidos e, mais uma vez, os já lidos. Ótimos!
    Abraços.
    Elenir

    ResponderExcluir
  5. Prezado Novaes, sua entrevista foi enriquecedora e bem esclarecedora no que se refere da cultura em nosso país, assino em baixo, quando você fala que o Brasil ainda não percebeu a importância da cultura, achei glorioso quando você sinaliza que a cultura faz com que o povo se veja, isso é uma verdade em nosso país. Parabéns pela belíssima entrevista, gostei muito de ver sua firmeza, e seu temperamento calmo, os quais fez com quê o ouvinte entendesse o assunto que você queria repassar, parabéns novamente.

    abraços


    ALBERTO ARAÚJO

    ResponderExcluir
  6. Valeu pessoal, grato mesmo pelas palavras de apoio.
    Sr. Anônimo, só posso dizer que Ana Maria não sabe o que perdeu... Mas, lembremos, não foi culpa da nobre escritora.
    Cris, se sua palestra me provocou um conto do qual eu gosto muito, o que mais posso fazer além de reconhecer isso? Eu sou de uma geração que sonhou com um mundo melhor, onde todos possam ser felizes. Assim como não há realização individual (sempre precisamos de outros), também não acredito em plena felicidade individual. Há que compartilhar. O CLIc e a Rita mereciam a citação e depois lamentei não ter citado outras pessoas, mas acho que ía precisar de um outro programa inteiro para falar em todos.
    Vera, obrigado pelo apoio. Eu que sou grato a todos vocês. O CLIc, este grupo, me faz aprender muita coisa.
    Elenir, você é um anjo e suas palavras são sempre de uma doçura extrema. Merecê-las já é um baita presente.
    Prezado Alberto, que bom que gostou. Devo te agradecer aqui, de público, por ter me apresentado o Carlos Mônaco. Você é um promotor cultural engajado e creio que muita gente em Niterói deve admirar o seu trabalho.
    Abraços a todos e até 2a feira.
    Newton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você que é uma personalidade importantíssima para todos nós, gosto de sua simplicidade e carisma com as pessoas,tens o coração grande, continue sempre assim, acredite seu trabalho também está excelente. Parabéns mais uma vez.


      abraços


      ALBERTO ARAÚJO

      Excluir
  7. Show de bola, bros! Achei que faltou um pouquinho de repugnância, esbanjou elegância, driblou quem achou que ia saber das estórias sem precisar comprar o livro, desbagoou cultura, flertou sedutoramente com os fãs, tributeou o CLIc, enfim, nota 9,5.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve Concièrge! Puxa, nota 9,5 está ótima! Grato! A repugnância deixei como surpresa dentro do livro... Fiquei com medo do Mônaco me expulsar do programa se eu começasse a expô-las!... Viu que eu falei dos fluidos e nem citei "sêmen"? O programa é de família, não ficava bem... Abraços aí nos States!

      Excluir
  8. Estamos vendo o nascimento de um escritor maravilhosamente fértil. Sucesso Newton!!! Tu mereces.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Manoel Lago, escritor do mundo, ora residente em Maricá.

      Excluir
  9. Dá-lhe Newton! Março histórico, estamos vendo nascer um grande e versátil talento da escrita! Sucesso amigão!!!

    ResponderExcluir
  10. Newton, parabéns pela entrevista, que adorei. Gosto quando uma entrevista prende o internauta e você conseguiu fazer isso muito bem, foi ficando à vontade, descontraído e passou suas opiniões e visões com simpatia, firmeza e assertividade. Despertou realmente a curiosidade e atenção do leitor para os contos, que são excelentes. Posso falar porque já li, rsrsrs. Tive um chefe uma vez que dizia que "Louvor em boca própria é vitupério". Eu concordo com ele, mas em boa alheia não é não, então quero ressaltar a criatividade e sutileza presentes em seus contos, coisa rara hoje em dia. O conto que traz a transparência usa e abusa de seu talento criativo; o do Josias achei divertidíssimo, sutilmente repugnante. O do gandula é apaixonante; o das letras rebeldes irreverente; a assembleia no céu é inteligente e engraçado. Acho que vou parar por aqui porque me faltarão adjetivos, mas o livro é que nem a entrevista, show de bola. Sua fã (não sei se precisava dizer, rsrsrs)

    ResponderExcluir
  11. Prezado Newton,

    Excelente entrevista, meu amigo. Você merece este momento. Nós que admiramos a boa escrita e pessoas inteligentes, ganhamos muito com sua presença no CLIc; e agora como escritor feito, talentoso e criativo, mais não podíamos querer. Parabéns pelo livro, pela entrevista e pelo reconhecimento e admiração, merecida, de nós, seus leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio, você, além de amigo, é muito gentil.

      Excluir
  12. Querido Newton, excelente a forma como foi conduzindo a entrevista e se apresentando ao leitor. Como já sou admiradora das poesias e dos contos que você nos brinda frequentemente no blog do CLIC, tenho certeza que o livro será um sucesso. Desejo sorte nesse momento especial da tua vida. Escrever é uma aventura maravilhosa e você merece vivê-la.
    Bjs
    Niza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Niza. Queremos ver seus poemas publicados em breve, ok?
      Abraços,
      Newton

      Excluir
  13. Newton, que beleza de entrevista, objetivo, culto, simpático. Essa disponibilização de um canal com seu leitor é ótima. Sucesso.

    ResponderExcluir
  14. Bem, Newton, mandei para seu e-mail, mas quero postar aqui também. Foi um grande prazer assistir a entrevista, sua postura foi segura e demonstrou que teria muito fôlego e boas respostas para qualquer pergunta. Parabéns, um forte abraço.
    Carlos.

    ResponderExcluir
  15. Prezados Rose Timpone e Carlos Rosa, dar entrevista não é minha praia. Fiz por que faz parte do trabalho de divulgação do livro e eu entendo isso. Mas preferia ficar quietinho em casa ou com os amigos, tomando um vinho. Mas, já que tive que fazer, que bom que vocês gostaram... pensei em me sair pior. Obrigado pelo apoio!

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pela desenvoltura, Novaes/! Foi um prazer acompanhar a entrevista e divulgar tanto no @clicuff quanto na minha conta pessoal no Twitter. Agora, vamos à leitura!

    Sucesso! Abraços!

    Sonia Salim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato, Sonia. Parabéns pelo belo trabalho na internet, com o blog, o jornal e o twitter.

      Abs, Newton.

      Excluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.