CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

20 de janeiro de 2013

As mulheres do meu pai: Agualusa


Bom dia, grupo

Há um silêncio sobre a leitura de "As mulheres de meu pai" que me impele a comentar uma qualquer coisa. Já disse que adorei o livro, para mim, nota 10. Achei a chave na primeira página e foi o primeiro livro que me lembro de ter que voltar ao início, após finda a última página. Não reli todo, mas diversos trechos, para uma melhor compreensão. Cheguei a fazer um esquema de ordem cronológica para as páginas e relacionei diversos dos personagens para não me perder. Acho que um escritor que escreve assim tem um q de genial e é muito bom ter um gênio em casa, ao alcance da mão e dos olhos.

O livro é complexo, narra a história de vários personagens em paralelo, alternando os narradores, que não se identificam. O leitor precisa entrar na estória e pensar como pensam os personagens, que se misturam no filme e na ‘vida real’. Tem suspense, revelação da conclusão sem que isso tire a curiosidade do leitor, vai e vem no tempo, relatando alternadamente fatos que aconteceram fora de ordem, traz dados culturais muito interessantes sobre a África e há várias citações do Brasil e brasileiros, tiradas engraçadas, é um livro completo que nos leva a pensar e repensar . A fidelidade, a diversidade do comportamento cultural, as aparências e seus traiçoeiros julgamentos, a mentira, a verdade, o sonho e a fantasia, por exemplo. É poético, é mágico, é real.

Dentre tantos personagens ricos e interessantes, gostei especialmente de Pouca Sorte, o que dirigia a Malembelembe,. Esse personagem tem muitos segredos que vão sendo desvendados aos poucos, e revelam-se a nós, assim como às vezes nos damos conta, nós mesmos, de quem somos, de quem assumimos que somos, de quem queremos ser. É uma descoberta, um encantamento.

E você, qual seu personagem favorito? Por que?

Deixo com vocês o esquema de páginas que fiz para me facilitar.


Ordem de leitura

Ordem
Data
Página
Local
0
24/6/2005
37
RJ, Brasil
1
30/10/2005
85
Luanda, Angola
2
31/10/2005
89
Canjala
3
31/10/2005
97
Porto Amboim
4
2/11/2005
117
Lobito
5
3/11/2005
150
Lubango, Angola
6
4/11/2005
161
Namibe
7
5/11/2005
165
Oncócua, Angola
8 - início
6/11/2005
19
Oncócua, Angola
9
7/11/2005
179
Swakopmund, Namíbia
10
15/11/2005
219
Capetown, África do Sul
11
17/11/2005
251
Trans-Karoo (entre Capetown e Joanesburgo)
12
18/11/2005
263
Maputo (pulou Quelimane), avião para Nampula
13
19/11/2005
350
Ilha de Moçambique
14
11/03/2006
387
Luanda, Angola
15
23/03/2006
57
Durban, África do Sul
16
23/03/2006
455
Durban, África do Sul
17
27/07/2006
195
Lisboa, Portugal
18
31/07/2006
199
Salvador, Brasil
19
12/09/2006
325
Quelimane, Moçambique
20
14/09/2006
287
Maputo
21
01/10/2006
65
Luanda
22
16/02/2007
463
Luanda
23
04/03/2007
517
Luanda
24
16/03/2007
549
Lobito, Angola


Beijos,

Rita Magnago
Última atualização do blog: 13/01/2013
Confira em

Um comentário:

  1. Rita, valeu muito seu trabalho.Obrigada! Adorei estar indo e voltando nesse livro bailante , divertido, misterioso como África!

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.