CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

9 de agosto de 2012

Um Pouco De Mim: Ilnéa País de Miranda




Quando eu era pequena, alimentos e remédios naturais eram a regra, não a exceção. Comia-se feijão, verduras, legumes - muitas vezes plantados e colhidos no fundo dos quintais - ovos frescos das galinhas que chocavam pintos, e às vezes viravam almoço de domingo; galinhas que se bem recordo, eram alimentadas com milho, que ciscavam pedrinhas, que comiam capim que teimava em brotar pelo chão. Galinhas, do meu tempo de menina.
Gengibre com mel para as tosses, chá de broto de goiabeira para os "piriris", chás de sabugueiro para o sarampo, que logo, logo, saia pelo pé... ah! e bem gostava de um resfriadozinho, acompanhado de uma febrinha, que assim tomava um chá de folha de laranjeira com açúcar queimado e ficava de molho lendo minhas histórias
Os doutores de minha infância não eram "especialistas", eram especiais. Eram um pouco de tudo: um pouco alopatas - embora tal palavra não constasse do vocabulário de ninguém - um pouco homeopatas e não se furtavam usar a sabedoria tradicional dos antepassados, próprios ou importados.
Depois, a medicina mudou. Os doutores se "especializaram" e, para mim, perderam o encanto. Reconhecia-lhes - e reconheço - a competência mas por muitos anos as lides curadoras deixaram de me fascinar.
Precisei seguir um caminho difícil até reencontrar o encanto do "curar". E, coração aberto, reencontrei os quase bruxos de minha infância. Esse povo que dá mais importância à pessoa que aos males que a atacam, que nos olham como seres vivos que precisam de ajuda, antes de pensar que temos algo "funcionando de modo errado".
E foi neste caminho, onde a medicina vibracional, dita alternativa, complementar, é respeitada e respeita o ser, que encontrei Sabina Pettitt e seu magnífico trabalho, quase mágico, com suas flores, suas plantas, seus pequenos e grandes animais marinhos, suas essências, sua medicina.
Em abril de 1998, após alguns anos de estudos e três visitas a seus lugares de pesquisa e quatro cursos regulares, com orgulho e humildade, recebi dela e de seu marido Michael, o primeiro certificado de Energy Medicine® Facilitator autorizado por Pacific Essences®.
Grata,
Ilnéa
 (coisas do meu caminho ....         Ilnéa País de Miranda é natural do Estado do Rio de Janeiro e moradora de Niterói. É escritora, tradutora, terapeuta vibracional, contadeira de histórias...e advogada das causas e das coisas em que acredita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.