CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

25 de abril de 2014

Vida aos Oitenta:


Aprendendo a viver - Elenir


Amigos, na coluna de hoje, 25/4/2014, do Globo, Arthur Dapieve comenta os finais dos romances de Gabo. Segundo ele, o escritor nunca deixou o leitor com a impressão de que um romance fora "cortado pelo pé". Dentre todos os finais excelentes, o seu favorito é o de "O Outono do Patriarca" e, dentro desse, destaca: "o patriarca ao fim de tantos anos de ilusões estéreis havia começado a vislumbrar que não se vive, que porra, sobrevive-se, aprende-se muito tarde que até as vidas mais longas e úteis não chegam para nada mais que para aprender a viver (...)".

Completando meus oitenta, concordo plenamente,  ainda estou aprendendo a viver. E muito! E sempre!

Beijos dessa eterna aprendiz.



Olhando para trás - Gracinda






Lembrar e Esquecer - Aquiles Andrade



Eu não precisaria escrever nada como referência a este livro, bastaria relatar que ele nos direciona a uma reflexão sobre o passado de um homem que vivencia a sua história na dignidade e honradez. Mas é necessário acrescentar que o autor, Aquiles Andrade, tem como trunfo a base familiar, o que nos leva a grandes emoções. Ao longo da leitura percebemos o reconhecimento do autor à misericórdia divina que o acompanha em toda a sua trajetória de vida. Sobretudo, o que nos chama a atenção é o seu grande e único amor, Isabel, a mulher de sua vida, que hoje, junto ao PAI, ainda consegue deixar o perfume suave de sua nobre presença, que passa do coração do autor a todos os leitores.

Livros publicados por Aquiles Ernesto de Andrade:

1.      A Seção Dourada no Templo de Salomão e nas Pirâmides
2.      Crônicas de Itaperuna e Outros Contos Literários
3.      Se Esta Rua Fosse Minha
4.      Dados Cronológicos de Abraão a Jesus Cristo
5.      Jesus Cristo e a Grande Pirâmide
6.      Contos Sobre Contos  
7.      Uma Imagem Virtual Convertida em Desenho Real
8.      Vida aos Oitenta: Lembrar e Esquecer, como sempre



Você encontra o livro à venda no Shopping do Pão em Itaperuna, RJ, e na Estante do Concierge, claro!


Sonia Salim
Adornando a Vida

Veja também no Facebook




6 comentários:

  1. Enfim, eis uma bela e edificante história de amor! Só não digo que faço uma pontinha nela porque sou o filho do meio! Brincadeiras à parte, achei o livro muito bem escrito e fiquei surpreso por descobrir muita coisa que até então desconhecia da vida de meus pais, além de ficar sabendo como meu velho se construiu ao longo da vida e, o que me surpreendeu acima de tudo, a declaração de amor que nunca ouvi ou pensei que meu pai expressaria, de forma tão comovente, para minha mãe.

    Obrigado Sonia, por divulgar o livro no seu blog "Adornando a Vida"!

    Recomendo!

    [ ]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evandro, é um prazer poder divulgar o autor, Aquiles Andrade, no blog Adornando a Vida. Mas ainda não terminei a postagem, pois estou preparando um pequeno vídeo a respeito do livro.

      Grande abraço!

      Sonia Salim

      Excluir
  2. Então não é privilégio dos filhos surpreenderem os pais. O amor é lindo sempre, mas na maior idade, acho que tem um sabor ainda mais especial. Parabéns a toda a família.

    ResponderExcluir
  3. "Julio,
    ontem foi um dia em que eu estava com muita vontade de ler algo interessante. Passeei pela Saraiva mas não comprei nada, apesar de ser tudo altamente interessante. Queria ler algo diferente,mas não sabia bem o quê. À noite fui ao shopping do pão e na hora de pagar a conta me deparei com o livro do seu avô, Vida aos Oitenta. Comprei na mesma hora e já terminei de ler. Uma belíssima história de vida, de fé na vida e em Deus, contada com muita sensibilidade e delicadeza. . Um grande exemplo para todos! Um pequeno livro para um grande história. E que sorte de vcs fazerem parte dela! Este livro vai ser o presente para muitos amigos. É uma história que merecer ser lida.Abraços ao seu avô. Estou fã dele. bj"

    Maria Angélica Cardoso

    ResponderExcluir
  4. Viver é muito bom, e melhor ainda é chegar a ter-se a sensação de que quanto mais se consiga a longevidade, é a certeza do sucesso que a vida toda perseguimos e a cada dia estamos alcançando. - Quando acordo, penso: "que bom, ainda estou vivo!

    Rudolf Bickel

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.