CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

20 de agosto de 2012

A gyertyák csonkig égnek: Sándor Márai



Aqui há um fogo que não morre nunca
e queima minhas entranhas
estranhas dores que desprezo e alimento.
Aqui há uma chama acesa
para que eu me apague
em silêncio
e cale a presunção.
Aqui há brasas que mantêm as raivas acordadas
apesar da idade do tempo.

E a esse fogo, a essa chama e a essas brasas
só posso responder vingando-me
por mim, de mim, em mim
general sem batalhas
solidão de castelo
perdendo a guerra.

Agora o vento com cheiro de tomilho
pode balançar os castiçais e
apagar as velas azuis
não há mais céu nem limite
nada mais me aquece ou instiga
foi-se a amizade, sucumbiu o amor
meu velho espírito 
à penumbra do viver
entende e se acalma
aplaca a fúria da traição
compensa a morte
com a mesma outra resposta
e pode partir na paz de um beijo mudo.

Rita Magnago




"As Velas Ardem Até ao Fim"

5 comentários:

  1. Obrigada por ser sempre atencioso. Vi um pedaço do filme para curtir a ambientação e dar rosto aos personagens. A língua húngara me pareceu dura como a vida que o general se impôs, combinou bem.

    ResponderExcluir
  2. Belo poema! E pensar que essa poetisa é minha muié... :)

    Cíntia: ensina ela a fazer aquela torta de morango... só falta isso pra ela ser perfeita!

    Pensando bem... Não! Não! Espera! Não quero ficar como o marido gordo e dorminhoco do conto do Carlos! Vai que algum admirador de 1969 telefona... (Bem, em 1969 Rita teria uns 5 aninhos, mas mesmo assim é melhor não arriscar!)

    Sobre o livro: lerei! "As Brasas", do húngaro Sándor Márai.

    ResponderExcluir
  3. Newton, eis a receita para contribuir com a bela poesia da Rita e acompanhar a leitura deste livro. O segredo é você fazer, assim gasta as calorias que consumirá depois :)

    Torta Caeliana da Felicidade
    Massa:
    - 2 xícaras de farinha de trigo
    - 1/2 xícara de açúcar
    - 1 ovo
    - 100 g de manteiga (ou margarina)
    - 1 colher de sopa de fermento
    Peneirar a farinha com o fermento e fazer um buraco. Dentro, colocar o açúcar, o ovo e a margarina. Misturar tudo com as pontas dos dedos até ficar uniforme (uma espécie de farofa). Espalhar a massa sobre um tabuleiro (tamanho médio), pressionando levemente o fundo e as laterais. Levar ao forno pré-aquecido (180 C) por 10 a 15 minutos. Reserve.

    Recheio 1:
    - 1 xícara de abacaxi ou morango picado (a gosto)
    - 3 colheres de sopa de açúcar
    - 1 lata de creme de leite (Nestlé)
    Leve ao fogo o abacaxi picado juntamente com o açúcar e 2 xícaras de água. Deixe cozinhar por uns 20 minutos, mexendo vez em quando. Se usar morango deixe menos tempo no fogo (10 minutos) e não é necessário adição de água. Deixe esfriar e misture ao creme de leite (sem soro). Reserve.

    Recheio 2:
    - 1 lata de leite condensado (Nestlé)
    - 3 xícaras de leite de vaca
    - 1 colher de sopa de manteiga
    - 3 colheres de sopa de Maizena
    - 2 gemas passadas na peneira
    Leve ao fogo o leite de vaca (reserve 1/2 xícara para dissolver a Maizena e a gema), leite condensado, e a manteiga. Misture e quando estiver próximo ao ponto de fervura, adicione a mistura de gemas e Maizena e a 1/2 xícara de leite restante. Mexa até engrossar e ferver. Após esfriar, distribua metade desse creme sobre a massa assada. Sobre esta, ponha o recheio de creme de leite reservado e por último o que restou do creme.

    Cobertura:
    - Abacaxi cortado em rodelas finas ou morango fatiado (o suficiente para cobrir a torta)
    - 1 caixa de flan de baunilha (Royal)
    - 1 xícara de água
    Cubra a torta com as rodelas de abacaxi (ou morango). Leve ao fogo o flan dissolvido em água. Deixe ferver uns 5 minutos. Ainda quente, espalhe sobre a torta. Leve a geladeira e bom apetite!

    ResponderExcluir
  4. Ah, gostei, Cintia. Mandou muito bem. O segredo é o Newton fazer. Como diria o Chaves, isso, isso, isso.

    ResponderExcluir
  5. Tem razão, Cíntia!!!
    Que negócio é esse de achar que "assunto de cozinha é com mulher"...
    Eu mesmo farei a torta!
    Mais uma iguaria by NB, ao lado das caftas e do bolo de fubá.

    Grato!!!

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.