CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

26 de março de 2012

Casos de Luzia Velloso - Relançamento


Um brinde para comemoração?
Está feito o convite!



Dia: 15 de Abril - Domingo
Das 11:00h às 13:00h

Local: Escritores ao Ar Livro 
          (Praça Getúlio Vargas)



Fragmentos de memória como obra de arte

A artista plástica Luzia Velloso buscou nas lembranças da infância a inspiração para sua estreia como escritora. Em Casos (Editora Muiraquitã, 80 p., R$40,00), a autora convida o leitor a uma viagem imaginária a Natividade, cidade do interior do Estado do Rio de Janeiro, para, com ela, provar da culinária caseira e das brincadeiras de quintal. Em seu livro de memórias, lançado no dia 23 de março, às 18h, na Livraria Icaraí, Luzia aborda, ainda, os desafios da vida adulta e a mudança para Niterói, onde vive até hoje. A livraria fica na Rua Miguel de Frias 9, em Icaraí, Niterói. 

No livro, Luzia conta verdadeiros “causos” da menor idade, que remontam a espaços de convivência cotidianos, como a vizinhança, a escola primária e as aulas de catequese. Como escreve a professora Bebel Pantaleão na apresentação, “às lembranças de Luzia, misturaram-se outras lembranças. E uma conversa animada acontece”.

Na continuação, a autora narra marcos de sua vida já em Niterói, onde se envolveu com movimentos sociais e ajudou a fundar a Associação de Moradores e Amigos de Santa Rosa e, mais tarde, a Associação de Moradores de Icaraí. Na cidade, também criou o Centro Educacional Renascer, escola vinculada à Secretaria Municipal de Educação, que dirigiu por cinco anos sob as diretrizes da arte-educação. Mais tarde, ela ainda coordenaria o projeto Niterói Artes de Portas Abertas, encontro que prestigia os artistas da cidade. Entremeado de poesias e fotografias, o livro torna-se mais uma das criações artísticas da autora, um convite à saudade. 

Sobre a autora: Começou a trabalhar como professora primária aos 18 anos, depois seguiu as carreiras de pedagoga e psicóloga, sem nunca deixar de lado as experimentações nas artes plásticas. Frequentou as aulas de 3D da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, protagonizou seis exposições individuais e participou de outras 22 coletivas, tendo suas obras apresentadas em Nice (2005), Londres (2006), Luxemburgo (2007) e Atenas (2010).


5 comentários:

  1. Êta, Luzia. Convite feito, convite aceito. Você que nasceu na fronteira do Rio com Minas, agora nos mostra essa porta de entrada para compartilhar seu mundo de menina, de moça, de menina-moça e de mulher. Eu que já tenho seu livro de arte, por sinal belíssimo, estou ansiosa por mais essa viagem. Até breve, querida, e parabéns por mais essa realização.

    ResponderExcluir
  2. Oi Rita ! Você é mesmo especial! Estou lançando meu primeiro livro e espero contar com o apoio
    dessa turma maravilhosa!
    Obrigada pelo carinho e até lá!
    Bjs Luzia

    ResponderExcluir
  3. Excelente terem postado a foto, o registro dessa noite especial.
    Mais uma vez , parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Ivone Maria Infante Pereira Ridolfi14 de abril de 2012 23:38

    Querida irmã Luzia,
    Parabéns por nos trazer a tona, recordações
    de várias facetas de nossas vidas...
    Com muita satisfação agradeço por isso...
    Já que recordar é viver....
    Sucessos sempre e parabéns, parabéns e parabéns!!!!
    Bjão Ivone

    ResponderExcluir
  5. Obrigada a todos por palavras amorosas e de incentivo. Que carinho especial! Muitos beijos Luzia

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.