CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

8 de março de 2015

Dia Internacional da Mulher - DIM


sorrir


com ela, foram-se as
coisas mais simples e definitivas

deveres de ofício:
reconhecer-se um coadjuvante
no filme que ela protagoniza, e sorrir

prazer nas novidades:
o eco remoto das conquistas
tanto havê-las quanto ela saber, e sorrir

prazeres da carne:
toras de lombo no almoço
doce de leite e mariolas, balas de café
um pote de bombons, e antes, uma banana
para aplacar a fome, e sorrir

prazeres do espírito:
a doce pronúncia das orações
o mistério de saber que tudo tem um fim
não desejá-lo, nem tampouco temer
balbuciante, e sorrir

com ela, bem sei, ela mesma
se foi, sem sorrir

                                               03/03/2012
                                                 dadinho







2 comentários:

  1. Isso, isso, isso.Adorei o DIM,agora vou usar. Essa pluralidade feminina é mesmo a nossa marca. Agradecida pela lembrança.

    ResponderExcluir
  2. ceci constant lohmann25 de março de 2012 09:38

    com a falta de tempo,nao tinha me detido no video..fiquei surpresa..otimo!

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.